Os veículos estão cada dia mais conectados, e essa tendência automotiva gradualmente se consolida no mundo inteiro. É nesse contexto que surgem os carros autônomos.

Essa tendência surgiu como uma solução inovadora para o futuro ao prometerem resolver grande parte dos problemas enfrentados hoje na mobilidade urbana. Assim, contribuindo para uma maior eficiência e segurança no trânsito e nos transportes de maneira geral.

Quer conhecer tudo sobre esses carros modernos, suas características, vantagens e desvantagens?

Confira esse conteúdo que preparamos!


O que é um carro autônomo?

A principal característica de um carro autônomo está no fato de ele possuir um sistema de navegação que não depende de um controle direto de um condutor. E é exatamente isso o que o diferencia dos carros convencionais e até mesmo dos carros elétricos.

Ou seja, é um carro capaz de se guiar sozinho e, inclusive, realizar os caminhos que precisa seguir, tomando as decisões necessárias de forma autônoma a partir da ajuda e do suporte de inteligência artificial.

Vale destacar que projetos de carros autônomos dependem e estão atrelados a outras inovações tecnológicas também projetadas para o futuro em seu desenvolvimento, como as cidades inteligentes e a força da internet das coisas (loT), colaborando nos processos.

 

Como funcionam os carros autônomos?

O desenvolvimento dos carros autônomos está em um nível consideravelmente avançado.

O grande objetivo dos altos investimentos das montadoras do mundo inteiro em veículos desse tipo é justamente conseguir chegar ao ponto em que um condutor seja de fato indispensável na operação da máquina. Afinal, existe uma grande preocupação com o futuro da mobilidade por parte dessas empresas.

Porém a realização desse projeto só é possível porque as tecnologias automotivas conseguem mapear efetivamente os arredores dos carros utilizando sensores espalhados pelos veículos. Eles funcionam como uma espécie de radar com uma visão em 360°, sinalizando a presença de outros carros, pedestres e/ou outras circunstâncias existentes no trânsito.

Além de contar com outras ferramentas de softwares bastante modernas, que são responsáveis por assimilar as informações, dando como resposta instantânea ao carro autônomo os melhores trajetos a serem executados e o momento exato de frear, acelerar ou virar à esquerda.

Para possibilitar esse feito, inúmeras inovações estão sendo desenvolvidas, trabalhadas e testadas nos carros autônomos, como radares, câmeras infravermelhas, sensores externos, iBooster e vários outros componentes de conectividade e tecnologia importantes para o processo.

 

Conheça os níveis de automação

carro autônomo no brasil

Você já sabe melhor como funcionam os carros autônomos na prática e o que os diferenciam dos outros carros convencionais, e agora é importante que você conheça os 6 níveis de autonomia que podem existir para esse tipo de veículo.

A Sociedade dos Engenheiros Automobilísticos (SAE) criou essa classificação para diferenciar os veículos de acordo com seu grau de automação, a fim de tornar mais fácil a identificação de cada modelo tanto por profissionais da área quanto pelos próprios consumidores.

Conheça agora os 6 níveis de automação:

Nível 0

Neste nível, ainda existe total controle do motorista na direção do veículo. Ou seja, nenhuma automação.

Nível 1

O carro ainda possui alguma assistência básica do condutor na direção, como as coordenadas do controle de faixa ou de velocidade.

Nível 2

O sistema já apresenta maiores avanços, e existe uma autonomia parcial dos carros. Eles conseguem realizar funções mais avançadas sem interferência direta do condutor, como as frenagens mais bruscas, por exemplo.

Nível 3 

Os veículos já possuem capacidade de reconhecer o ambiente em que estão e tomar algumas decisões sem intervenção. Porém, ainda necessitam da supervisão humana, pois ainda existe certa limitação de tempo e velocidade por parte do veículo.

Nível 4

Nesse nível, o carro assume quase totalmente o controle da direção. O condutor, entretanto, ainda pode ser acionado em casos de emergências e acontecimentos que fujam do planejado.

Nível 5

Aqui o veículo encontra-se no controle das ações, sendo considerado totalmente autônomo. Isso significa que ele consegue dirigir sozinho, dispensando o uso de peças importantes, como volantes e pedais.

 

Os carros autônomos já são uma realidade?

Atualmente, já existem grandes empresas experimentando a ideia e a colocando em teste.

Em países mais desenvolvidos, como os da Europa e os Estados Unidos, existem carros em fases de testes ou em protótipos, e já é possível ver esses automóveis em suas variações de níveis de autonomia pelas ruas.

Os carros autônomos no Brasil não são ainda uma completa realidade. Porém, de acordo com uma pesquisa realizada pelo portal Olhar Digital, existem carros nos níveis 1 e 2 (ou seja, aqueles que possuem automação mínima e ainda dependem de um condutor nas operações) já em circulação ou em fase de testes.

Os principais desafios enfrentados por aqui e em outros países menos desenvolvidos na adesão desses modelos estão diretamente ligados ao alto custo de implementação, à deficiência nos sistemas de campos tecnológicos e também à falta de infraestrutura necessária para o desenvolvimento desse tipo de projeto no país.

 

Quais carros já existem nesse modelo?

carro autônomo da tesla

Como dissemos, inúmeras empresas estão investindo nesses modelos, como é o caso da Chevrolet, Volkswagen, Peugeot e Toyota. Mas podemos destacar alguns projetos que já existem, como os carros autônomos do Google, da Uber e da conhecida Tesla, do diretor executivo Elon Musk.

Quando o assunto é inovação no setor automobilístico, é preciso reconhecer o trabalho da Tesla no desenvolvimento de carros autônomos e de carros elétricos.

O grande objetivo da empresa de Musk é transformar esses veículos na maior fonte de lucratividade da Tesla nos próximos anos.

Alguns modelos, como Autopilot, Model 3, Model S Plaid e outros que são considerados carros semiautomáticos, já foram testados e são uma realidade. O preço de um carro autônomo da Tesla como esses pode chegar, em média, a US$ 122.990 (R$ 652,7 mil).


As vantagens e as desvantagens dos carros autônomos

O caminho para a automatização dos veículos pode ocasionar algumas mudanças na forma como lidamos com o trânsito, a direção e a mobilidade humana em nosso cotidiano.

Assim talvez você esteja se perguntando quais são os prós e os contras do desenvolvimento desses veículos.

Mapeamos algumas das principais vantagens e desvantagens da incorporação dessa tecnologia ao nosso dia a dia:

 

Vantagens

  • Maior segurança;
  • Economia de tempo;
  • Menos poluição ao meio ambiente;
  • Praticidade e conectividade;
  • Menos custos com manutenção.

Desvantagens

  • Será acessível para poucos;
  • Alto custo de desenvolvimento;
  • Processo complexo de adesão;
  • Manutenção complexa;
  • Maior vulnerabilidade a ataques cibernéticos.

 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o assunto, qual é a sua opinião sobre os carros autônomos? Será que são mesmo o futuro?

Se você gosta de conteúdos desse tipo e quer continuar sabendo de tudo o que há de mais inovador no universo da mobilidade urbana, continue conectado com a gente!​