​​Se você procura como calcular o ROI, veio ao lugar certo. O Retorno Sobre Investimento é um indicador importante para a gestão empresarial porque ajuda a entender se o dinheiro da companhia está sendo aplicado em caminhos que trazem resultado. Por isso, preparamos este artigo com os principais pontos que você deve considerar no cálculo do ROI.  

Confira! 


O que é ROI? 

ROI é a sigla em inglês para Retorno Sobre Investimento. Significa o retorno que a sua empresa tem em cima daquilo que investiu – seja em marketing, treinamento ou maquinário, por exemplo.  

Por que saber o ROI é importante?

Conhecer o ROI da empresa é fundamental para entender se as estratégias estão dando certo e se a companhia está colhendo resultados diante daquilo que está investindo. Esmiuçando esse conceito, podemos compreender que o ROI mostra: 

  • Investimentos que não trazem retorno e precisam ser cortados; 
  • Investimentos que podem ser modificados para melhorar a relação custo-benefício; 
  • Investimentos que dão certo e podem ser otimizados para aprimorar ainda mais os resultados;  
  • Oportunidades de traçar novas metas e tomar novas decisões. 


Como calcular o ROI 

A fórmula de cálculo de ROI amplamente utilizada por administradores é relativamente simples: 

ROI   =     Retorno obtido – Investimento Inicial    x 100 

        Investimento Inicial 

Ou seja: é preciso pegar o valor do seu ganho total e diminuir o valor do investimento. O resultado, é preciso dividir pelo valor do investimento também. Por fim, multiplicar por 100. Esse será o seu ROI. 

Exemplo: 

Suponhamos que sua empresa fez um investimento de R$ 50 mil em treinamento para a equipe de vendas. A equipe conseguiu efetuar R$ 115 mil em vendas por conta das novas abordagens, aprendidas nesse curso. A conta fica: 

ROI =  115.000 – 50.000    x 100 

         50.000 

ROI =  65.000   x 100 

           50.000 

ROI = 1.3 x 100 = 130% 

Ou seja: nesse exemplo hipotético, um investimento de R$50 mil em treinamento de vendas com R$115 mil de resultado, teve um Retorno Sobre o Investimento de 130%.  

Cuidados para analisar o resultado do ROI 

Para que o cálculo do ROI seja devidamente analisado e sua empresa possa tomar decisões corretas, é fundamental levar em consideração alguns pontos. Entenda. 

1. Tempo 

É preciso considerar o tempo que a empresa levou para obter os resultados utilizados no cálculo do ROI

Em nosso exemplo, utilizamos os custos e ganhos de um ano. Mas, suponhamos que para atingir o resultado de R$ 400 mil em vendas a empresa tivesse levado o triplo de tempo – três anos. Nesse caso, o ROI de 100% não tem tanta representatividade positiva, uma vez que levou muito tempo para se concretizar.  

Portanto, para avaliar se o retorno sobre o investimento é vantajoso, não se esqueça de analisar em quanto tempo os resultados foram atingidos.  

2. Sazonalidade 

Além do tempo, é preciso entender se a sazonalidade influenciou na alta de resultados. Isso, porque o ROI alto não representa, necessariamente, uma assertividade na relação de investimento e ganho quando o período do ano ou eventualidade teve participação.  

O objetivo em calcular o ROI é entender se o investimento traz, de fato, resultados positivos. Por isso, é preciso que seja uma análise bastante sincera. Se há sazonalidade envolvida, vale considera-la para entender com precisão se o gasto vale mesmo a pena.  

O que é possível fazer com o resultado do ROI 

Com o cálculo do Retorno Sobre Investimento, a equipe pode tomar decisões mais certeiras porque entende gastos e oportunidades. Separamos as principais análises possibilitadas ao calcular o ROI. Acompanhe.  

1. Replicar estratégias que dão certo 

Ações que têm ROI alto podem apontar investimentos que dão retorno. Nesse sentido, vale estudar se determinada ação de alto ROI pode ser replicada em outras áreas da empresa e melhorar os resultados a partir de frentes diversificadas. Vale lembrar que muitas vezes um determinado investimento pode parecer alto demais - mas ao calcular o ROI, é possível perceber que o retorno é ainda mais alto e compensa.  

2. Reduzir custos  

Entender o ROI também permite identificar oportunidades de economia. Muitas vezes, determinados investimentos não compensam, e o cálculo do ROI mostra que o retorno está sendo muito baixo em relação ao custo.  Por isso, a conta se torna mais uma ferramenta que auxilia nas reduções de despesas inteligentes, ou seja, cortes que não prejudicam a qualidade do serviço ou do produto, nem afetam as vendas.   

Empresas com frotas: como melhorar o ROI 

Uma das formas de melhorar o ROI de empresas que utilizam carros para operar é por meio da terceirização da frota​.  

Isso, por​que investir em frotas terceirizadas permite uma ótima relação custo-benefício. Na Localiza Gestão de Frotas, por exemplo, sua empresa usa automóveis novos sem se preocupar com depreciação. Além disso, conta com veículos reserva em caso de manutenção e com a ajuda da equipe para trâmites operacionais. Ou seja: a produtividade aumenta.  

Esse montante de serviços se torna um investimento mais vantajoso em relação à compra de carros próprios, possibilitando que seu retorno sobre o investimento seja melhor.