Icon GF

Menu

Localiza Gestão de Frotas
Ícone Phone

FALE CONOSCO

Icon GF

Menu

Localiza Gestão de Frotas
Ícone Support

FALE CONOSCO

Você está em:
Última atualização em 9/9/2022

Como evitar acidentes no trânsito: dicas para dirigir com segurança

Confira algumas premissas básicas para dirigir com mais segurança e evitar acidentes de trânsito!
Mulher dirigindo um carro

Responsabilidade ao volante para evitar acidentes de trânsito 

Os acidentes de trânsito são um problema de saúde pública mundial. Segundo os dados de 2015 do Ministério da Saúde, o Brasil está na quinta colocação entre os países com o maior número de vítimas de trânsito. 

Nesse contexto, os acidentes podem estar relacionados a vários fatores, que incluem, entre outras questões, desorganização do trânsito, más condições dos veículos e das rodovias brasileiras, o comportamento dos condutores e a fiscalização precária. 

​De acordo com a ONU, os acidentes de trânsito representam a 9ª causa de mortes em todo o mundo. Por isso, é essencial que os motoristas tenham responsabilidade ao volante, e que as empresas que disponibilizam veículos aos seus funcionários ofereçam alguns serviços para prevenção de acidentes de trânsito, como curso de direção defensiva​ e garantir que os carros da frota estejam sempre em boas condições. 

Para reforçar a segurança nas ruas e estradas do país, confira algumas dicas que preparamos e entenda como evitar acidentes de trânsito

Premissas para prevenção de acidentes de trânsito​ 

  • Não usar o celular quando estiver dirigindo 

Dirigir exige muita atenção. Não à toa, o uso de celular durante a direção é proibido pela legislação de trânsito (Artigo 252) e pode gerar multa. 

Ao falar ao telefone enquanto dirige ou responder mensagens no WhatsApp, o nível de concentração do motorista diminui e ele fica aquém de fatores externos, como uma colisão, um animal na pista ou a necessidade de desviar rapidamente. 

Por isso, nunca usar celular enquanto dirige é uma premissa básica para um trânsito seguro. Além de livrar-se das multas, o motorista colabora para a segurança de todos os outros condutores e pedestres que estão na pista e evita acidentes. ​

Frota própria ou terceirizada: escolha a melhor opção para o seu negócio .

  • Fazer manutenção periódica dos veículos 

Você sabia que a manutenção do veículo é fundamental para a prevenção de acidentes de trânsito? Muitas ocorrências acontecem em função dos carros que apresentam defeitos repentinos e que são obrigados a parar no meio da pista. Assim, é ainda mais importante manter a manutenção do carro sempre em dia. 

Além disso, sempre que for pegar a estrada, o motorista precisa verificar alguns itens que incluem o nível de água do radiador, o nível de óleo do motor e do freio, a pressão e o estado dos pneus, o funcionamento de faróis e lanternas e até mesmo a buzina. Lembre-se também de conferir se os acessórios como triângulo, macaco e chave de roda estão no veículo. 

Para manter a manutenção dos veículos sempre em dia e manter a frota sempre com veículos novos, confira a terceirização de frotas Localiza.
Faça um orçamento e comece a terceirizar a sua frota!

  • Utilizar os faróis corretamente 

A iluminação inadequada dos veículos pode atrapalhar outros motoristas que trafegam na pista. Os faróis acesos melhoram a visibilidade dos carros nas rodovias, inclusive durante o dia. De acordo com estudo realizado pelo Denatran, a presença de luzes acesas reduz entre 5% e 10% a ocorrência desse tipo de colisão durante o dia. 

Durante à noite, os motoristas devem utilizar farol baixo nas vias iluminadas e farol alto nas vias sem iluminação. Porém, para evitar acidentes, é preciso diminuir a intensidade da luz ao cruzar com um veículo no sentido contrário. ​

Descubra o que é gestão de frotas e como funciona 

  • Manter uma distância segura 

Manter uma distância segura do veículo da frente também é uma das premissas básicas para quem deseja evitar acidentes. Isso é importante para que o motorista consiga parar em uma situação de emergência sem colidir com a traseira do veículo que estiver à sua frente. 

Existe uma dica simples para entender qual a distância segura. Primeiro, desacelere o carro e escolha um ponto estático na via (como uma árvore ou outdoor). Em seguida, aguarde até que o veículo da frente ultrapasse esse ponto, conte 2 segundos e só então volte a acelerar. Isso equivale a uma distância média de quase 2 carros. 

Apesar de o Código de Trânsito Brasileiro não delimitar uma distância mínima, é preciso ter bom senso e entender qual é o tempo médio de reação e frenagem do seu veículo – lembrando que velocidades maiores exigem tempos mais longos de frenagem. Para exemplificar, um carro a 60 km/h tem uma distância de frenagem de 20 metros, em média. No caso de um carro a 120 km/h, essa frenagem atinge cerca de 110 metros.  

  • Respeitar os limites de velocidade 

Um tópico apontado pela OMS diz respeito à velocidade do veículo no momento do acidente: uma em cada três mortes por acidentes de trânsito em todo mundo é ocasionada por alta velocidade. ​

O relatório Managing Speed indica que uma redução de 5% na velocidade média pode resultar em uma redução de 30% das colisões fatais. O estudo ressalta que quanto maior a velocidade do veículo, maior o risco de lesões e mortes para pedestres. Por isso, respeitar os limites de velocidade é essencial para evitar acidentes de trânsito! 

  • Se beber, não dirija 

Quando se fala em prevenção de acidentes de trânsito, um dos tópicos mais comentados é a combinação perigosa entre álcool e direção. Dirigir embriagado põe em risco a vida do condutor, dos passageiros que dividem o veículo, de pedestres, de ciclistas e de outros motoristas que circulam pelas vias.   

Conforme o Artigo 306 da Lei 13546/2017, motoristas que são pegos dirigindo com a capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou remédios, por exemplo, terão a habilitação suspensa por dois meses a cinco anos e uma multa de R$ 2.934,70. No caso de acidentes fatais, a pena é ainda mais rígida – com possibilidade de prisão em regime fechado. 

Independentemente da Lei Seca e suas penalidades, o mais importante é que os motoristas se conscientizem dos perigos da direção sob efeito do álcool. 

  • Lembre-se: usar cinto de segurança é essencial! 

Apesar de não ser um item que, literalmente, evita acidentes, o cinto de segurança é essencial para que motoristas e passageiros se protejam no caso de uma ocorrência. Em função disso, usar o cinto de segurança é item obrigatório, determinado pelo Artigo 65 da Lei nº 9503/97. O cinto impede que o corpo se choque com o volante em caso de batidas e impede que o passageiro de trás seja jogado violentamente contra o branco dianteiro. ​

Conclusão 

Muitos acidentes poderiam ser evitados com a conscientização dos motoristas e pedestres em relação às regras de trânsito. Para isso, a Localiza Gestão de Frotas investe em práticas para contribuir com uma mobilidade mais segura, promovendo uma campanha de conscientização para um trânsito mais prudente em apoio ao movimento Maio Amarelo, e oferecendo cursos de direção defensiva para os clientes, aumentando o número de condutores conscientes e praticantes de atitudes responsáveis no trânsito. ​

Agora que você já sabe como evitar acidentes de trânsito, confira algumas dicas para dirigir na estrada com segurança​

Equipe Localiza Gestão de Frotas
Icon FacebookIcon LinkedinIcon Twitter