Retenção de talentos é um assunto importante para empresas que desejam ir bem nos negócios. No entanto, para manter os profissionais mais comprometidos e capacitados dentro de casa, a companhia precisa criar oportunidades que vão além da vaga de trabalho.  
E para ajudá-lo nessa, preparamos um miniguia sobre como reter talentos em 5 passos. Acompanhe! 


Por que a retenção de talentos nas organizações é importante? 

​A retenção de talentos é importante porque com profissionais qualificados e competentes, há mais produtividade e melhores resultados. Afinal, uma empresa é feita de pessoas – e quanto mais comprometidas e capacitadas elas são, mais chances tem a companhia de permanecer forte no mercado.  

Outro ponto positivo em reter talentos é a solidificação da cultura organizacional, que se torna mais enraizada no time que já tem vínculos com a empresa. Além disso, menos rotatividade significa expressiva redução de custos com dispensa, seleção, contratação e treinamento.  

A seguir, veja como reter talentos em 5 passos.  ​


1. Faça com que ele se sinta parte de uma comunidade 

​De acordo com o especialista em gestão de pessoas Gilberto Guimarães, em matéria para a revista Exame, é fundamental que o colaborador se sinta parte de um time. Isso quer dizer integrá-lo de verdade à empresa, mostrando que ele faz parte da equipe e dos projetos.  

trabalho em equipe

E a explicação é mais antiga do que parece. No século 4 a.C, o filósofo grego Aristóteles concluiu que o homem é, por natureza, um animal social. Ao longo dos anos, estudiosos de filosofia, biologia e psicologia comprovaram tal afirmação. Precisamos viver em grupo para viver todo o nosso potencial.  

E a regra serve para o ambiente de trabalho também. Sendo assim, o primeiro passo para reter talentos é garantir o seu pertencimento à comunidade e que ele tenha essa percepção.  


2. Aposte na comunicação e feedbacks 

​Outra forma de reter talentos na empresa é apostar na comunicação entre líderes e equipe. No dia a dia, priorize o diálogo claro sobre as metas, tarefas e resultados.  Isso está ligado à necessidade de cada indivíduo de entender o que o cerca e ver sentido em suas atividades. 

Pensando nisso, os feedbacks merecem uma atenção especial. E a dica aqui é clássica: feedbacks negativos em particular. E os positivos, que geralmente são deixados de lado, também devem fazer parte das conversas com o time.  

Especialistas da área garantem que mais conversa sobre o que precisa ser feito e retornos sobre o trabalho executado ajudam a motivar o colaborador e estreitar os laços com a empresa.  


3. Torne-o parte das decisões​ 

Dividir com o time etapas estratégicas é uma atitude que colabora com a retenção de talentos.   

O especialista em relacionamentos, Allan Pease, por exemplo, explica em seu livro Como conquistar as pessoas, que sentir-se importante é uma das maiores necessidades do homem. E no ambiente de trabalho, uma das formas de materializar a importância do colaborador é a partir da sua inclusão na tomada de decisões.  

Além disso, fazer parte das decisões colabora com os outros dois pontos que destacamos anteriormente – o colaborador ouve, é ouvido e sente-se parte de uma comunidade. O resultado? Veste a camisa! 


4. Invista no reconhecimento 

​A psicologia explica a necessidade de ser reconhecido. Memórias da infância, autoestima, ego e uma série de itens que constroem a nossa mente são responsáveis por isso.  

A boa notícia é que uma gestão atenta às necessidades dos colaboradores consegue elaborar mecanismos de reconhecimento que ajudam a reter os talentos. Pode ser um reconhecimento moral, ou seja, através de elogios sinceros e feedbacks positivos. E também pode ser concreto, como uma recompensa material.  

Por exemplo: imagine que uma empresa que utiliza frota de carros precise trabalhar na retenção dos melhores profissionais. Nesse momento, gestor de frotas e o gestor de recursos humanos podem fazer uma parceria para elaborar programas de bonificação.  

Nessa situação hipotética, bastaria verificar os condutores que tomam menos multas ou que se envolvem em menos acidentes, por exemplo e recompensá-los.  


5. Proporcione benefícios 

​Por fim, os pacotes de benefícios que a sua empresa oferece aos colaboradores acabam pesando na retenção de talentos. Segundo um levantamento da Sociedade de Gestão de Recursos Humanos (SHRM), um bom plano de saúde é o mais atraente para manter os melhores no quadro de efetivos.  

benefícios que empresa oferece

Uma pesquisa da líder em vagas e recrutamento, Catho, aponta o plano de saúde como o benefício mais importante para os profissionais. Em seguida, aparecem: participação dos lucros, vales-alimentação e refeição, bonificação por desempenho, – nessa ordem. Já a pesquisa da Page Personnel, especialista em recrutamento de executivos, coloca o carro da empresa entre os desejados.  

Vale ressaltar que além de reter talentos, investir em benefícios é importante porque colabora com a satisfação do funcionário. E de acordo com estudos da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, há aumento de 37% nas vendas e o triplo de criatividade nas equipes mais satisfeitas.  ​