​Você já ouviu falar do Scrum? Se ainda não sabe o que significa esse famoso termo que saiu do mundo da programação e conquistou o universo da gestão e empreendedorismo, acompanhe. Neste artigo, responderemos o que é Scrum e Scrum Master, quais os benefícios e as principais dúvidas sobre o assunto.​


O que é Scrum

Basicamente, Scrum é um método de desenvolvimento de produto ou projeto, que tem como principal objetivo atingir resultados com qualidade e em menos tempo. Trata-se de uma forma de organizar tarefas para que, ao longo do processo, a equipe possa identificar erros e oportunidades de melhora.

Segundo Jeff Sutherland, autor do livro Scrum: a arte de fazer o dobro do trabalho na metade do tempo, com a metodologia é possível criar algo melhor com mais agilidade, menos pessoas e menos recursos.

Parte das metodologias ágeis e muito utilizado por desenvolvedores na área de programação, o framework Scrum pode ser levado para o dia a dia da gestão de qualquer outra área da empresa. 


Método Scrum: pessoas e tarefas​

O ponto de partida para aplicar o método Scrum no dia a dia da empresa é entender o papel de cada membro do time e quais são as atividades necessárias para colocar em prática a metodologia.

 

Product Owner: essa pessoa é a dona do produto ou projeto. Ela é quem define as funcionalidades e expectativas. Geralmente, é quem tem o contato com o mercado e outras interfaces – clientes, fornecedores e parceiros.

Scrum Master: é o líder da equipe que está envolvida no projeto. Seu papel é facilitar o trabalho do time, proporcionando o que ele precisa para aprimorar o desenvolvimento de cada etapa.

Scrum Team: é o time de pessoas que vai executar as fases do projeto e chegar ao resultado ou produto final.

Product Backlog: é a lista de funcionalidades do produto, organizada em ordem de prioridades.

Sprints: são os ciclos de desenvolvimento de cada fase do projeto. De um modo geral, especialistas recomendam que cada ciclo dure de uma a quatro semanas.

Daily Scrum: é a reunião diária que a equipe faz para rever o que foi feito no dia anterior, o que será feito no dia atual e quais obstáculos estão enfrentando. O objetivo é identificar problemas ou chances de melhoria.

Retrospectiva: ao final do Sprint, é feita uma avaliação das principais dificuldades e erros, para que a equipe identifique o que precisa ser alterado, mantido ou melhorado no próximo ciclo. ​


Como aplicar na empresa o método Scrum

Para aplicar a metodologia Scrum na empresa, é necessário seguir os passos:​


Passo 01: montar a equipe

Primeiro, é necessário montar a equipe que ficará responsável por desenvolver o projeto ou produto. Aqui, devem estar presentes o Product Owner, Scrum Master e Scrum Team. ​

Passo 02: fazer o Product Backlog

Com projeto em mente e equipe formada, é hora de desmembrar o plano inicial e especificar as funcionalidades e necessidades do projeto ou produto. A lista deve estar em ordem de prioridade e será trabalhada nos Sprints, que darão conta de uma parte das tarefas por vez. ​

Passo 03: planejar os Sprints 

Aqui, é o momento de identificar o tempo de duração de cada ciclo e quais itens do Product Backlog serão tratados em cada um deles. ​

Passo 04: organizar pessoas, tarefas e prazos

Essa organização trata-se de montar, de uma forma visual, a lista de tarefas e prazos. Um quadro colorido com post-its representando tarefas dentro dos ciclos ou um organizador digital podem ajudar. ​

Passo 05: comece e executar e use as reuniões diárias

Agora, é mão na massa! Cada membro da equipe realiza o que lhe foi destinado e diariamente o time troca informações sobre o andamento das tarefas, dificuldades e erros. A ideia da metodologia é, além de organizar, identificar pontos de atenção que necessitam de melhora.

A flexibilidade e agilidade para mudanças, quando necessário, é o que faz da metodologia tão especial – ela torna-se ágil por conta disso. ​


Benefícios do método Scrum

O principal benefício de uma metodologia como a Scrum é justamente a capacidade de desenvolver algo com qualidade superior em menos tempo. Isso, porque cada fase do projeto é realizada em ciclos e há uma interação importante entre os membros da equipe – interação essa que ajuda na melhoria contínua durante a execução de cada fase.

Quer mais dicas de processos e gestão? Confira este artigo sobre como montar rotas  e como administrar uma frota de veículos.