​​​Quer entender o que é turnover e por que ele impacta o seu negócio? Preparamos uma lista com as principais respostas, fórmula do cálculo de turnover e dicas para minimizar a rotatividade de pessoal. Confira! ​​

Por que alto turnover nas empresas é ruim? 

Porque a alta rotatividade impacta diretamente nos custos e competitividade do negócio. Entenda. 

1. Porque o custo do turnover é elevado 

De acordo com um levantamento da Remunerar, empresa especialista em recursos humanos, o custo do turnover pode chegar a duas vezes e meia o salário dos funcionários. Isso, porque há despesas envolvendo rescisão de contrato, processo seletivo e treinamento.  

Em outra pesquisa, feita pela americana Work Institute, constatou-se que uma empresa gasta aproximadamente 33,3% do valor do salário anual de um colaborador desligado para contratar seu substituto.  

2. Porque há perda de produtividade 

Além do impacto nos custos, o turnover alto gera uma perda significativa nos índices de produtividade. E isso acontece em dois momentos: enquanto a vaga está vazia e durante a curva de aprendizado e adaptação do novo funcionário.  

3. Porque a cultura organizacional enfraquece 

Outro ponto importante prejudicado pelo alto turnover é a cultura organizacional, que enfraquece. Especialistas explicam que quanto mais rotativo o ambiente, menos laços com os valores da empresa existem entre a equipe.  

​Isso se reflete em menos produtividade e até no atendimento ao cliente, já que o compromisso do profissional diminui. ​

O que causa o turnover? 

De acordo com um levantamento do Instituto Locomotiva, em 2017, cerca de 56% dos trabalhadores com carteira assinada estão insatisfeitos com seus empregos. E segundo o Sebrae, a insatisfação é uma das principais causas do turnover e tem naturezas diversas – como problemas com a gestão, clima organizacional ruim e incompatibilidade com o perfil da vaga.  

Além disso, quando o mercado está muito aquecido ou o colaborador é assediado por outras empresas com maiores salários e benefícios, os índices de desligamento acabam crescendo.  

calculo-turnover_2100x1400.jpg

Cálculo turnover: como calcular a rotatividade de pessoal ​​​

Existem alguns métodos para calcular o índice de rotatividade. No livro “Gestão de Pessoas", do especialista Idalberto Chiavenato, é recomendada a utilização de quatro equações diferentes. Separamos a clássica, que verifica o índice de turnover geral

​ 

                                                    ​​A+D  x   100 

                                        2 

Indíce de Rotatividade Pessoal=  ___________________ 

                                                      EM 

Sendo: 

A – Admissão de pessoal durante o período considerado para o cálculo; 

D – Desligamento de pessoal durante o período considerado para o cálculo; 

EM – Efetivo Médio durante o período considerado para o cálculo. Para obter esse número, basta somar a quantidade de funcionários efetivos no primeiro dia do período com a quantidade de funcionários do último dia. O resultado, divide-se por dois. Assim tem-se o EM.  

 

Exemplo: 

Durante um determinado período, uma empresa teve em média (ou seja, o Efetivo Médio) 55 funcionários ativos, 5 admissões e 4 demissões.  

Então: 5+4 = 9. Logo, 9 / 2 = 4,5. Na sequência, 4,5 x 100 = 450. Por fim, 450 dividido por 55 = 8,18.  

Portanto, a empresa teve 8,18% de índice de turnover.  

Como diminuir o turnover? 

Depois de calcular o índice de rotatividade, é fundamental tentar entender o cenário do ambiente de trabalho e procurar por soluções. Separamos algumas dicas, veja: ​

1. Faça uma pesquisa de satisfação com os colaboradores 

As pesquisas de satisfação podem ajudar a compreender o que gera a rotatividade de pessoal.  É possível montar uma pesquisa com o próprio setor de RH da companhia, ou contratar um serviço externo para estruturar o questionário e apresentar os resultados.  

2. Dê atenção ao processo de seleção 

Um dos motivos que leva à rotatividade é a falta de compatibilidade do colaborador com o cargo, tarefas e valores da empresa. Por isso, é essencial que no processo seletivo exista uma força-tarefa focada na identificação das pessoas que têm a ver com o serviço e se sentem alinhadas com a organização.  ​

3. Crie um ambiente positivo para reter talentos 

A retenção de talentos minimiza a taxa de rotatividade e ajuda a manter os funcionários qualificados dentro de casa. Por isso, apostar nas práticas positivas de gestão e oferecer benefícios interessantes para o trabalhador são investimentos que compensam.  

4. Desenvolva programas de recompensa 

Outra forma de diminuir o turnover e reter talentos é a partir de prêmios e recompensas para funcionários que desempenham seu papel com qualidade e fazem aniversário na casa.  

Como a gestão de frotas pode beneficiar a sua empresa com menos turnover 

Se a sua companhia precisa de frota de veículos para exercer o negócio, está aí uma oportunidade de diminuir o turnover, melhorar a produtividade dos colaboradores e reter os melhores talentos.  

Isso, por que terceirizando a frota da empresa, será possível oferecer aos colaboradores carros sempre novos, ampla rede credenciada para manutenção, atendimento 24h e até desenvolver programas de recompensa.  

Por exemplo: no portal do gestor MyFleet, da Localiza Gestão de Frotas, você pode observar veículos dados de cada carro.  

​Isso significa uma oportunidade de focar nos talentos da empresa para criação de prêmios – como um bônus para funcionários que passam um ano sem levar multas, por exemplo. Além de estimular a permanência, aumenta-se a motivação em dirigir com responsabilidade. 

Outro exemplo interessante são os dados de rota, quilometragem, combustível e monitoramento em tempo real da equipe pelo sistema de telemetria da Localiza Gestão de Frotas: o Carro Conectado.  

Na ferramenta, o gestor tem acesso a todos os números do dia a dia e pode criar bonificações para a equipe. Permissão do uso do carro para o fim de semana ou recompensas para colaboradores mais produtivos são algumas alternativas. 

​A partir da gestão de frotas, é possível desenvolver uma série de programas entre as áreas de gestão dos veículos e recursos humanos.