​​​​​​Procurar pelo perfil de condutor mais adequado para uma vaga na condução dos veículos de frotas nem sempre é uma tarefa fácil. A boa notícia é que prestar atenção em algumas características do candidato e contar com métodos de recrutamento aumentam a chance de formar um time eficiente.

E para ajudar você, preparamos este guia com os principais perfis e testes que sua empresa pode buscar. Acompanhe.

Perfil de condutor ideal para frotas

 

Apesar das políticas para utilização de veículos da empresa, sessões de DDS e treinamento para motoristas​ ajudarem a orientar e conscientizar condutores quanto às melhores práticas para um trânsito seguro, é fundamental que os recrutadores da área de frotas identifiquem o perfil de condutor ideal para o dia a dia de trabalho.

Selecionamos os comportamentos, habilidades e temperamentos mais indicados por especialistas. Confira!

 

Responsável

Ser responsável é a principal característica de um bom condutor, segundo a Polícia Militar de Minas Gerais em reportagem ao G1. A responsabilidade é uma conduta que evitaria inúmeros acidentes, afinal, o motorista responsável está sempre atento e é prudente em suas manobras, respeitando a sinalização, os pedestres e outros veículos.

Esse tipo de atitude faz parte do conjunto de ações de direção defensiva e contribui para maior fluidez no trânsito.

Generoso

Segundo especialistas em matéria para O Globo, o egoísmo é um dos principais vilões do trânsito. Eles explicam que um comportamento egoísta desconsidera as necessidades dos outros - e essa falta de empatia em ambientes como ruas ou estradas podem gerar acidentes.

A solução, portanto, é uma combinação entre generosidade e educação. Sendo assim, essas características são fundamentais para um motorista profissional.

Paciente

Outro traço importante no perfil do condutor é a paciência. De acordo com o Instituto de Certificação e Estudos de Trânsito e Transporte (Icetran), esse traço é essencial para uma direção segura pois ajuda na tomada de decisões mais responsáveis e vai na contramão de comportamentos impetuosos, que podem causar acidentes e outros problemas, como discussões e desentendimentos com outros motoristas ou pedestres.

Interessado

Conhecimento das leis e das técnicas de direção defensiva, consciência sobre a promoção de um trânsito seguro, além da noção sobre assuntos de mecânica e postura profissional são aspectos que devem fazer parte do conjunto de interesses de um condutor qualificado.

E, mesmo que ele não entenda de tudo desde o princípio de sua atuação, demonstrar-se interessado no aprendizado de tais temas é uma qualidade que pode contar pontos.

 

Leia também: Indicadores de eficiência e eficácia – como melhorar seu time​

 

Frotas: como conhecer o perfil do candidato

As áreas de recrutamento e de gestão de frotas da empresa podem contar com alguns métodos de identificação do perfil de candidato para avaliar se ele é o profissional adequado para o cargo. Selecionamos algumas delas.

​ 

Busque referências profissionais

De acordo com artigo do portal de recrutamento Catho, a busca por referências profissionais é uma das práticas mais comuns de setores de recursos humanos, recrutamento e seleção.

Trata-se de entrar em contato com ex-empregadores do candidato e averiguar as atividades por ele desenvolvidas, perfil de relações interpessoais e motivo do desligamento do emprego anterior.

 

Realize testes psicológicos

As avaliações são ferramentas científicas reconhecidas mundialmente como essenciais para auxiliar na identificação de comportamentos incompatíveis com a função, segundo o Conselho Federal de Psicologia em matéria à revista Superinteressante.

Dentre as diversas modalidades de testes estão os de atenção, personalidade e trabalho em equipe. Vale lembrar que esse tipo de recurso pode ser aplicado e interpretado apenas por um psicólogo habilitado.

 

Considere testes práticos

Por fim, os testes admissionais podem incluir avaliações práticas para o cargo. No caso de empresas com frotas, a prova para o motorista pode ajudar a identificar habilidades, postura e até um pouco do perfil de condução.

Aliando esta às outras avaliações – currículo, entrevista, dinâmica em grupo e testes psicológicos – as chances de contratação de um profissional qualificado aumentam consideravelmente.

​ 

Aproveite e veja como a telemetria ajuda a avaliar o perfil de condução.​

 

​​